Microagulhamento

 

O microagulhamento é um tratamento recente na medicina e na dermatologia, que vem ganhando cada vez mais espaço nos consultórios, por ter se mostrado eficaz e seguro quando bem indicado e executado.

O método consiste em utilizar um aparelho com microagulhas, que penetram na pele, formando inúmeros orifícios onde ocorre estimulação dos fibroblastos – as células formadoras de colágeno. Pode-se ainda aplicar medicamentos logo em seguida ao processo, como a vitamina C, o ácido hialurônico ou outras substâncias com propriedades nutritivas ou clareadoras, conforme o efeito desejado. Essa aplicação do produto na pele, que está mais permeável ao medicamento, é chamada de drug delivery.

O microagulhamento pode ser usado para atenuar cicatrizes de acne, diminuir rugas e flacidez, amenizar o aspecto de estrias, e ainda para o tratamento do melasma e calvície.

Em geral o microagulhamento é feito com o uso de anestesia local. Logo após o procedimento, a pele fica irritada e avermelhada, e é necessário o uso de cremes cicatrizantes e proteção solar rigorosa. Em alguns casos podem ser necessárias medicações, via oral ou tópica, antes e depois do procedimento.

 

Como qualquer tratamento médico, este procedimento tem algumas indicações e contra-indicações. Por exemplo, não deve ser feito em pessoas com tendência a queloides, com dificuldades de cicatrização, com alguns tipos de alergias, nem em peles com infecções e problemas de imunidade. Por isso é essencial, antes de qualquer tratamento invasivo, passar por consulta médica para avaliar o quadro. Algumas vezes pode ser recomendável mais de uma sessão para atingir o resultado desejado, e o número de sessões é programado durante a consulta médica.

Perdizes: Rua Turiassu, 143/145 - Cj61

 

Alto da Lapa: Rua Sales Junior, 642


São Paulo, SP, Brasil 

© 2018. Todos os direitos reservados. Responsável: Dra.Flávia Jorge - CRM 124.469 RQE 37373 - Esse site segue as normas do Código de Ética Médica do Conselho Federal de Medicina